Letras das músicas




Colonização do Planeta Marte
Fui convidado para uma viagem sem volta.
Para um lugar em que nenhum ser humano esteve antes
Não é  na lua
Não é na  Terra
Planeta Marte
É o que me espera.

Eu faço parte de uma experiência científica
Abandonado pensando que existem alienígenas
Ficarei em cavernas
Cobertas de gelo
Esperando da Terra
Mais mantimentos.

Extinção da raça humana
A extinção da raça humana
Começou na relação sexual
Entre  humanos e  extraterrestres
Dando o início a mutação celular.

Trinta dias depois
Começaram as vítimas.
Pessoas caindo na rua
Sem saber o porquê.

Pandemia
Histeria coletiva
Saques nas lojas
Aviões caindo
aaaaaaaaah (gritos)


Normalidades
Quando ando na chuva fico molhado
Quando como muito passa minha fome
Eu ando na rua sem agasalho
Vou passar frio
Oh, Não! (2x)

Quando durmo muito fico sem sono
Quando dou risadas aparecem os dentes
Assistindo um filme de terror
Vou levar um susto
Oh, Não! (2x)

O egoísta
Eu quero que você entenda
Eu sou assim
Um cara difícil.
Este meu lado egoísta
Não me leva a nada
Melhor desistir.


Não gaste o seu tempo
Tentando entender
Tudo tem seu preço
É melhor prá você.


Intuição

Foi você quem escolheu
O caminho certo pra seguir
Sempre ligada na intuição
Querendo ser a dona da razão.

Nem tudo você sabe
É melhor pensar
Antes que seja tarde.

Cada um vai para um lado
Quem sabe assim seja melhor, eu sei

Nem tudo você sabe
É melhor pensar
Antes que seja tarde.


O Eremita
Eremita, Eremitão
Vive sozinho com razão
Eremitério é a sua morada
Passa o dia sem fazer nada

Eremita,
Vamos sair vamos comer empada e queque 
Pegar umas minas e tomar um trago.

Eremita, Eremitão!!!!

Um ser de outro planeta
Não adianta ficar me olhando
Não adianta ficar me observando
Eu vim de outro planeta
De um planeta distante.

Ornitofobia
Tenho medo de pássaros   (4 vezes)

Pata com quatro dedos
Ao mesmo nível uns dos outros
Três dedos virados para a frente
E um ao contrário dos outros


Estou caminhando
Tem algo voando
Lá vem o pavor
O pavor tomou conta


Canário, sabiá, bem-te-vi, quero quero, beija flor e gaivota,
Urubú, joão de barro, papagaio, codorna, pelicano e cocota.


Tenho medo de pássaros (4 vezes)

As aventuras que o homem quer fazer
Há algum tempo
Foi lançado do Cabo Canaveral
O orbitador Cassini e a sonda Huygens.
O orbitador Cassini
Com a função de mandar imagens do planta saturno
E a Huygens
Que irá mergulhar na atmosfera da lua  Titã
Segunda maior lua do nosso sistema solar.


As aventuras que o homem quer fazer (4 vezes)


O tempo se passou
E o orbitador Cassini entra no órbita de saturno.
Foram mandadas as primeiras imagens do planeta e suas luas.
Logo depois
A sonda Huygens entra na atmosfera de Titã
A Nasa anuncia a descoberta de um grande lago de metano.


As aventuras que o homem quer fazer (4 vezes)

Vôo noturno
Foi viajar, foi viajar, foi viajar de avião.
Foi viajar, foi viajar, foi viajar de avião.


A aeromoça era bonita
Transava só com homens
Dizia que estava aflita
Drogada sempre a onde


Sempre no vôo noturno
Ligava as turbinas
Os olhos vermelhos da prensa
Molhada de tanta bolina


Um dia não se flagrou
Que vinha o comandante
Ela caiu do cavalo
E agora é traficante


Foi viajar, foi viajar, foi viajar de avião
Foi viajar, foi viajar, foi viajar

Vietnã e os hippies
Eu sei quando começou
Eu sei como terminou
Eu sei.


Eu gostava dos Beatles
E você dos Stones
Mas mesmo assim
Nos dávamos muito bem.
Eu sempre de terno
Suas roupas coloridas
Fui para o Vietnã
Você ficou com os hippies.


Tudo tão ácido
Tudo tão rígido
Lembranças românticas
De um tempo tão lindo.


Eu sei quando começou
Eu sei como terminou
Eu sei.
iê iê iê iê iê iê iê iê iê iê iê iê

Realidade ou ficção?
Quando eu olho no espelho
Sempre vejo a mesma pessoa
Quando eu ando pela rua
Não consigo mais me ver.


Porque essas pessoas pensam
Que eu ando meio alienado?
Será que é realidade
Dos meus olhos meio dilatados.


São João e Ave Maria
Vão me ajudar
Nas coisas que eu penso agora
Dentro deste hospício louco.


Porque essas pessoas pensam
Que eu ando meio alienado?
Será que é realidade
Dos meus olhos meio dilatados.

Clóvis
Clóvis gosta
De sorvete de flocos
Clóvis tem
Um husky siberiano
Clóvis, ele é o Clóvis.


Clóvis gosta
De sorvete de flocos
Clóvis é
Um husky siberiano
Clóvis, ele é o Clóvis.

A existência dos Astronautas
A existência dos Astronautas
Nas quilométricas Linhas de Nazca
Nas pirâmides do Egito
Nos Moais da Ilha de páscoa.


A mulher de Ló e o sol atômico
Moisés mandando construir a Arca
Ezequiel e o metal brilhante
Davi lutando contra o gigante.


Colonizar o planeta marte
Para fugir da radioatividade
Foram lançadas as cápsulas do tempo
Vamos fugir a qualquer momento.
Foram enterradas as cápsulas do tempo
Vamos fugir!!!

Os Nômades e o Sedentário
O início dessa história foi numa máquina
Que acabou me levando para a era primitiva
Não consegui voltar, tive problemas eletrônicos
Fiquei aqui para sempre na era paleolítica.


Como é difícil se comunicar na pré-história
O homenídeo com aquela cara de insuportável
Tudo era de pau e pedra sem inteligência
E eu aqui perdido totalmente nas cavernas.


Nômades, eles eram nômades
Caminhavam, trocavam de lugar a cada instante.
Sedentário eu era sedentário
Só queria voltar para o mundo que eu tinha antes.

O abduzido
Eu estava sendo seguido
Por uma luz no céu reluzindo
Trocava de cor toda hora
Comecei a correr vou embora.
Me perdi no meio da floresta
Quando vi seres pequeninos
Tropecei e caí num buraco
Verifiquei eles eram albinos.
Socorro, socorro, não quero ir nesse vôo.
Socorro, socorro, não quero ir nesse vôo.


De repente eu acordei
Uma figura estranha avistei
Não tinha olhos, boca, nariz
Estou agora em um momento infeliz
Minha cabeça tava cheia de dúvidas
Onde eu estava? Eu quero sair
Fiquei dando beliscões no meu braço
Será que é sonho, ilusão o que faço?
Socorro, socorro, não quero ir nesse vôo.
Socorro, socorro, não quero ir nesse vôo.


Injetaram na minha cabeça
Algum líquido vermelho eu vi
Lentamente o tempo foi passando
De uma hora para outra dormi.
Acordei no meio da  floresta
Quatro dias desaparecido
As pessoas não acreditaram
Nessa história de abduzido.
Socorro, socorro, eu quero ir nesse vôo.
Socorro, socorro, eu quero ir nesse vôo.

Não quero mais
Não quero ma
Me envolver
Em suas histórias
É tudo com você.


Não quero mais
Eu já cansei
De problemas pessoais
Difícil resolver


Não quero mais,
Não quero mais
Adeus.

Máquinas
São o que são
Não o que não
Qual é a cor?
Não foi a que você pensou.


São o que são
Simplesmente nada
Elas são
Simplesmente máquinas.


Máquinas, muitas máquinas
Máquinas, muitas máquinas

Lassie está com fome
Vamos comer
Venha, Lassie
Estou aqui
Lassie.


Quente ou frio
Coma cachorrinha
Não sinta vergonha.


Lassie,estou aqui
Lassie, Lassie, Lassie, Lassie.

Garota problema
Você gosta de chamar  atenção
Não crie problemas
Você sempre é quem tem a razão
Escute e entenda.


Você tem os seus defeitos
Se perdendo pelo tempo
Tempo de pedir perdão
Tempo de chorar então
O tempo é quem vai dizer.

 
A prostituta
No telefone ela marcava
Os seu encontros sexuais
Dizia o preço e a que horas
Que se encontrava naquele lugar.


Um certo dia se apaixonou
Naquele cara que era o tal
De boa pinta, carro vermelho
Lhe dava jóias como  era vulgar.


Pessoas comentam de ti
São drogas, músicas
Esses seus amigos.

A comédia do amor
Eles esperam
Aqui eternamente
Porque não vai embora
Para Ann.


A comédia do amor
A comédia do amor
A comédia do amor

Atentados
Quanto mais a gente tem,
Mais a gente quer.              (quatro vezes)


Vai tomando as pessoas
Este vício de obter
Quando tem algo de novo
Se torna velho sem saber.


Atentados,
Gente morrendo de fome,
E os culpados?


Quanto mais a gente tem,
Mais, mais, mais, mais . . . 


Uma vontade imensa
Uma vontade imensa
Que ele tinha de voar
Uma vontade imensa.
Vontade imensa
Que ele tinha de andar
Uma vontade imensa.


Uma vontade imensa
Que ele tinha de nadar
Uma vontade imensa.
Vontade imensa
Que ele tinha de olhar
Uma vontade imensa.

A planta morreu
Sabe o que aconteceu?
A planta morreu
Quem colocava água
Nela era eu.
Sei que uns dias atrás
Começou a murchar
Ficava olhando pra ela
Bah! O que será?


Falta de água, luz e calor  (2x)
Falta de água!!!


Agora estou aqui
tentando entender
O motivo que fez a planta
Então falecer
Eu sei que neste dia 
Estava nublado
Passei horas e horas
Trancado no quarto.

Falta de água, luz e calor   (2x)
Falta de água!!!

Animais no espaço
Quantos animais foram mandados para o espaço?     (4 vezes)
Acho que dez
Talvez cem
Quem sabe mil
Ou mais além.
Quantos animais foram mandados para o espaço?      (4 vezes)
Cachorro,
Gato,
Macaco,
Rato.
Quantos animais foram mandados para o espaço?      (4 vezes)
Macaco Albert,
Cadela Laika,
Gato Felix,
Cão Veterok.

 

Dolly, a ovelha clonada
Ovelha Dolly,
Primeiro mamífero
A ser clonado
Em laboratório.


O seu nome
Vem de Dolly Parton
Ficou grávida
Teve dois filhotes.
Degenerativa
Era sua doença
Que deu errado
A tal experiência.


O seu corpo
Foi empalhado
Está no museu
Exposto na  Escócia.

Paradoxo de gêmeos
Eu tenho um irmão gêmeo
Que viajou para o espaço
Em uma nave
Para um planeta distante
Em alta velocidade.


Eu fiquei mais velho
Com o seu retorno
Para o planeta terra
Eu quero também (3X)
Ficar mais jovem..



Hey, Coroa!
Eu olho pra você
Você olha pra mim
E a gente fica assim
Até o fim da noite     
Não sei o que fazer
Para ter coragem
Vou  desaparecer.


Diferença de idade
Eu sei que  tem
Fico só pensando
Que seus filhos vão dizer
Logo irão saber
Hey coroa
É melhor me esquecer .


Fofocas, baixarias,
bate-boca, palavrões,
os vizinhos,  a família.


Julio Verne e suas obras
Vinte Mil Léguas Submarinas.         
Um Capitão de Quinze Anos.          
Cinco Semanas em um balão.           
Da Terra a Lua.
           
Miguel Strogoff.       
A Escola dos Robinsons.      
A Invasão do Mar.    
Norte Contra Sul.


O farol, O Farol do Fim do Mundo. 
Paris No Século XX. 
A Procura dos Náufragos.    


Viagem, Viagem ao Centro da Terra
Viagem ao redor da lua
A volta ao mundo em oitenta dias.



Seguidores

Loading...